thumbnail-petite-poucette

O polegar da crise?

O título deste texto é motivado após a leitura de um livro intitulado ‘’Petite Poucette’’ (Pequeno Polegar), do historiador e filósofo francês Michel Serres que desenvolveu uma visão do mundo baseada no duplo conhecimento das ciências e das humanidades.

A partir do livro acima citado, quero partilhar 3 ideias que nos podem ajudar a analisar e compreender o mundo em que vivemos hoje:

  1. Ele baptiza o livro de ‘’Pequeno Polegar’’, para fazer uma analogia ao poder que se instalou nos nossos dedos (destaque para o polegar) desde o surgimento das novas tecnologias de comunicação e informação – concrectamente as redes sociais. O autor refere que a escola e o estudante de hoje vivem um tsunami em constante mudança. Advoga ainda que no momento, estamos a experimentar uma inclinação imensa, comparável com o fim do Império Romano.
  2. Michel Serres defende que no passado as sociedades ocidentais sofreram duas grandes revoluções: a transição do oral para a escrita e depois da escrita para a impressão, mas a terceira é a transição do impresso para às novas tecnologias. Cada uma dessas revoluções tem sido acompanhada por uma mudança política e social: durante a transição de oral a escrita foi inventada o ensino, por exemplo, mas hoje é difícil captar um ganho marcante, num mundo onde a cada dia surgem novas e melhores invenções.
  3. Sustenta que hoje vivemos em tempos de crise profunda: nas finanças, na política, na família, na igreja…Ele chega a perguntar qual é a área da nossa vida quotidiana que não está em crise hoje? (nenhuma). Tudo repousa sobre a cabeça do ‘’Pequeno Polegar’’ que nos refugia dos verdadeiros problemas do quotidiano, cultivando o individualismo e o egoísmo exacerbados, escondidos no ecrã de um smartphone, tablet ou computador.

A tese deste autor é passível de críticas em vários aspectos, pois, as novas tecnologias de comunicação e informação – concrectamente as redes sociais possuem grandes vantagens, mas não é menos verdade que como sociedade precisamos reflectir sobre as nossas acções e a cuidar do nosso ‘’Pequeno Polegar’’ para não enveredarmos num caminho sem volta.

Na verdade tudo reside no polegar e alguns leitores deste texto estão a fazê-lo através de uma acção que é conduzida pelos seus polegares. Tomemos como exemplo uma das grandes acções políticas entre Nyusi e Dhlakama – a chamada feita foi conduzida pelo polegar, bem como o Presidente Donald Trump divulga as suas (não)decisões ao mundo através da acção do seu polegar.